Spin | STORYTELLING – Uma história, um treinamento
A Spin Design é uma consultoria de treinamento e desenvolvimento empresarial que utiliza o DESIGN como ferramenta fundamental para desenvolver material para treinamento e ajudar empresas a educarem seus colaboradores, prospects e clientes sobre produtos, processos e estratégias.
consultoria de treinamento empresarial, treinamento empresarial, consultoria de treinamento e desenvolvimento empresarial, Cursos presenciais, consultoria de educação corporativa, Treinamento e Desenvolvimento empresarial, materiais capacitação empresarial, Infográfico e design de informação, Learning by design, Spin Design, Animações para treinamento, Educação profissional, Apresentações Institucionais e de treinamento, material para desenvolvimento empresarial, material para treinamento empresarial, educação empresarial, material para treinamento, design, cursos e-learning, desenvolvimento de cursos, Treinamentos presenciais, Multiplicação de treinamento, Cursos online, Desenvolvimento de treinamento, Trilha de aprendizagem, Microlearning, Pilulas de treinamento, Treinamento para gerentes, Treinamento para vendedores, Treinamento de vendas, Treinamento para varejo, treinamento para loja, Desenvolvimento de gerentes, desenvolvimento de vendedores , Treinamento de integração, Treinamento para indústria, Desenvolvimento integração para novos colaboradores, capacitação, Treinamento e Desenvolvimento, melhoria de performance, desenvolvimento humano, consultoria treinamento empresarial
16189
single,single-post,postid-16189,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-9.1.3,wpb-js-composer js-comp-ver-4.7.4,vc_responsive

STORYTELLING – Uma história, um treinamento

Storytelling-3

25 abr STORYTELLING – Uma história, um treinamento

Neste texto abordaremos os conceitos de Storytelling, quando aplicados ao mercado de educação.

A origem do storytelling vem das grandes empresas de comic books americanas e revistas em quadrinho. Pela proximidade de mercado, o conceito foi rapidamente ganhando espaço no cinema, televisão, até chegar em treinamento.

A simplificação do conceito é que Storytelling é o método criado para criar uma história que seja atraente e desejável.

Quando olhamos para o mercado de educação faz todo sentido termos um treinamento atraente e desejável para os treinandos. Independentemente se o treinamento será presencial, online, mobile etc. Contudo, um grande ponto de atenção que já antecipo é que as histórias mudam de acordo com as mídias. As histórias das revistas da Marvel são diferentes dos filmes e dos jogos da Marvel. Significa que se você acha que o treinamento online responsivo será o mesmo do seu treinamento mobile, a resposta é não. Muda. A interatividade do usuário é diferente, sem falar do tamanho de tela.

Para se construir uma história atraente e desejável é preciso que a história passe por quatro pontos: AMBIENTAÇÃO, CONFLITO, SOLUÇÃO e CLÍMAX.

AMBIENTAÇÃO é o contexto, é você informar para o público sobre o que a história vai falar. É despertar o interesse, curiosidade e atenção.
CONFLITO é onde o storyteller diz qual é o problema que precisa ser resolvido. É a apresentação de todas as variáveis da história.
SOLUÇÃO é quando, depois de claras todas as variáveis da história, o storyteller conduz e diz qual seria a solução do conflito. É o plano perfeito que o bem faz para derrotar o mal.
CLÍMAX é aquele momento em que ninguém quer parar de ler o livro, ou ir ao banheiro no meio da sessão do cinema. É quando tudo é resolvido. Quando o bem vence efetivamente o mal.

O público de educação corporativa é composto por jovens e adultos, logo utilizamos a andragogia como base de qualquer ensinamento.

Em ANDRAGOGIA consideramos os seguintes conceitos:

CONCEITO DO EU – Mudança de um aprendizado passivo para um aprendizado ativo
EXPERIÊNCIA – Acumulação crescente de experiência como recurso de aprendizado
VONTADE DE APRENDER – A vontade em aprender direcionando o desenvolvimento
ORIENTAÇÃO PARA O APRENDIZADO – Mudança de aprendizado apenas conceitual para aprendizado prático
MOTIVAÇÃO PARA O APRENDIZADO – A motivação para aprender é interna

Basicamente se analisarmos STORYTELLING e ANDRAGOGIA chegamos em um ponto em que toda a história:
• precisa ser contada com a participação ativa do treinando. Ou seja, em algum momento ele ajudará a escrever a história.
• precisa dar exemplos relacionados ao cotidiano, para que o treinando utilize a sua experiência como aprendizado.
• diga quais são as competências que serão desenvolvidas ao longo da história.
• seja prática. Não basta dizer o que fazer, o treinando precisa fazer para aprender.

Baseado nestes pontos, acredito que STORYTELLING, quando aplicado a treinamento, é igual ao ARCS.

ARCS é o método de desenvolvimento de treinamento criado por J. M. Keller.
ARCS é ATENÇÃO, RELEVÂNCIA, CONFIANÇA E SATISFAÇÃO.

Todo o encadeamento necessário para se criar um treinamento pode ser construído via ARCS.

AMBIENTAÇÃO = ATENÇÃO
CONFLITO = RELEVÂNCIA
SOLUÇÃO = CONFIANÇA
CLÍMAX = SATISFAÇÃO

Nos próximos textos falaremos sobre cada item do ARCS (atenção, relevância, confiança e satisfação) e suas ferramentas, que ajudam na construção das ações e programas de treinamento.

No Comments

Post A Comment