Spin | O SUCESSO DE UM TREINAMENTO COMEÇA ANTES DO QUE VOCÊ IMAGINA – UM PAPO SOBRE ESTRATÉGIA(PARTE 2)
A Spin Design é uma consultoria de treinamento e desenvolvimento empresarial que utiliza o DESIGN como ferramenta fundamental para desenvolver material para treinamento e ajudar empresas a educarem seus colaboradores, prospects e clientes sobre produtos, processos e estratégias.
consultoria de treinamento empresarial, treinamento empresarial, consultoria de treinamento e desenvolvimento empresarial, Cursos presenciais, consultoria de educação corporativa, Treinamento e Desenvolvimento empresarial, materiais capacitação empresarial, Infográfico e design de informação, Learning by design, Spin Design, Animações para treinamento, Educação profissional, Apresentações Institucionais e de treinamento, material para desenvolvimento empresarial, material para treinamento empresarial, educação empresarial, material para treinamento, design, cursos e-learning, desenvolvimento de cursos, Treinamentos presenciais, Multiplicação de treinamento, Cursos online, Desenvolvimento de treinamento, Trilha de aprendizagem, Microlearning, Pilulas de treinamento, Treinamento para gerentes, Treinamento para vendedores, Treinamento de vendas, Treinamento para varejo, treinamento para loja, Desenvolvimento de gerentes, desenvolvimento de vendedores , Treinamento de integração, Treinamento para indústria, Desenvolvimento integração para novos colaboradores, capacitação, Treinamento e Desenvolvimento, melhoria de performance, desenvolvimento humano, consultoria treinamento empresarial
2665
single,single-post,postid-2665,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-9.1.3,wpb-js-composer js-comp-ver-4.7.4,vc_responsive
ideas_OK

18 jul O SUCESSO DE UM TREINAMENTO COMEÇA ANTES DO QUE VOCÊ IMAGINA – UM PAPO SOBRE ESTRATÉGIA(PARTE 2)

No texto anterior falamos do aumento das participações das consultorias no planejamento e implantação de projetos de Educação e que definir a identidade do seu projeto é um “dever de casa” da Área de Treinamento.

Identidade definimos como:
• base conceitual de educação
• cultura
• ferramentas do negócio/educação
• comunicação
• recursos
• identidade visual
• e principalmente, o planejamento estratégico clarificando as metas e caminhos.

Já comentamos sobre a base conceitual de educação, cultura, ferramentas do negócio/educação, comunicação. Neste texto entraremos nos pontos dos recursos, identidade visual e planejamento estratégico.

RECURSOS
Outro ponto importante são os recursos disponíveis. Conseguimos fazer uma video-aula ao vivo? Tem LMS? Tem orçamento para um treinamento presencial? Uma boa estratégia combina todos os recursos de forma equilibrada. Eu considero o recurso como um equipamento. Pergunte a um engenheiro hidráulico o que acontece com a bomba d’água se você utilizar 110% da capacidade? Um recurso utilizado além da capacidade haverá o desgaste natural e consequentemente perda de produtividade.

Cuidar da produtividade dos recursos de educação é essencial para que você tenha resultado a longo prazo. A definição de recurso tem que considerar o perfil do treinando e sua comunidade, a natureza da informação e o desgate existente.

Observo que algumas empresas utilizam tanto um determinado recurso que chegam a perdê-lo. Nestes casos a curva de participação é negativa e por melhor que seja a construção do treinamento não haverá resultado. Temos um cliente que tinha 90% de aderência em cursos online e por questões orçamentárias e de estratégia definiu que qualquer treinamento tinha que ser proritariamente online. Mesmo quando o curso tivesse que ser presencial era obrigatoria a conclusão anterior do curso online.

A curto prazo a estratégia parecia correta mas no longo prazo houve o estresse do recurso. Atualmente a aderência não passa de 30% e gasta-se muito dinheiro tentando recuperar a produtividade do recurso.

IDENTIDADE VISUAL
Um bom teste de branding é selecionar uma peça de comunicação impressa, tampar a marca e tentar identificar de quem é aquela propaganda. Se o cliente, mesmo sem ver a marca, identificar aquela ação como sendo sua, seu branding vai bem. Pois bem, em treinamento é a mesma coisa – suas ações instrucionais devem ser muito marcantes visualmente, sempre digo que a identidade visual é a demonstração de cuidado, carinho e respeito da empresa com o treinando.

Em treinamentos para quem atende e vende multimarcas (promotores de venda por exemplo) a identidade visual é ainda mais crítica – o treinando tem que perceber que quem está ajudando-o a crescer é a sua empresa, mesmo se a peça não tiver o seu logo.

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
Quais são os próximos objetivos e desafios para a sua empresa? Qual caminho precisa ser trilhado daqui para frente? Conhecer estas respostas é essencial para que você possa responder sem hesitação a uma simples pergunta: Como este treinamento vai ajudar a empresa a atingir seus objetivos? Sim, todas as ações instrucionais devem ajudar de forma direta ou indireta na conquista deste objetivo maior e se algum treinamento não está contribuindo claramente neste sentido, ele provavelmente não deveria existir.

Conhecer desafios e estratégias é fundamental mas não é o bastante, é preciso compartilhar essas informações com todos os públicos que serão vetores de mudança ou serão impactados pelo processo. Esta segunda parte do processo nem sempre acontece como deveria…

Certa vez, fui chamado por um cliente do mercado de telecom para analisar o planejamento estratégico do ano e ao fazê-lo percebi que a “pegada” dos treinamentos deveriam mudar, o foco agora era execução! Neste ano, a área de treinamento fez uma reunião com todos os fornecedores explicando esta mudança e como deveriam ser os novos treinamentos. Até aí tudo bem.

Porém quando fomos implementar a mudança nos treinamentos os conteúdistas (especialistas de cada área) não conseguiam gerar as informação com o foco de execução e continuavam com o foco na explicação. Além do problema na geração de conteúdos alinhados com a nova estratégia, os instrutores, que também não foram comunicados da nova estratégia de treinamento, estavam acostumados com o formato explicativos e não conseguiram mudar a cabeça para um novo método de aprendizado baseado em erros e acertos nas execuções das tarefas nos treinamentos. Exemplo típico de ruptura na comunicação da mudança estratégica desde a direção até a sala de treinamento.

É um grande desafio alinhar todas as variáveis que falamos nestes 2 textos, mas a recompensa vale a pena! Uma empresa que cuida de todos os aspectos da sua Estratégia de Educação Corporativa terá grandes chances de ter um treinamento alinhado com as reais necessidade, eficaz, conectado com a realidade, organizado e bem executado.

Aí basta comemorar o aumento dos resultados e contabilizar a economia de recursos financeiros e humanos.

Até a próxima

1Comment
  • Roberto Machado
    Posted at 14:00h, 31 julho Responder

    Como não concordar? Como cliente da Spin em duas multinacionais, vi e vivi situações de ver e ter os recursos financeiros, mas a falta de horizonte e linha de chagada não estavam claros. Com a Spin e esta visão contada rapidamente aqui, chegamos ao objetivo, aplicamos os recursos, usamos a serramentos adequadas e ainda medimos periodicamente a retenção do conhecimento individual de forma clara, transparente e com o compromisso de cada participante.
    Renato Gangoni, mais uma vez parabéns pela visão e por compartilhar conosco este belo conteúdo de educação corporativa.

Post A Comment