Spin | Storytelling & Treinamento
A Spin Design é uma consultoria de treinamento e desenvolvimento empresarial que utiliza o DESIGN como ferramenta fundamental para desenvolver material para treinamento e ajudar empresas a educarem seus colaboradores, prospects e clientes sobre produtos, processos e estratégias.
consultoria de treinamento empresarial, treinamento empresarial, consultoria de treinamento e desenvolvimento empresarial, Cursos presenciais, consultoria de educação corporativa, Treinamento e Desenvolvimento empresarial, materiais capacitação empresarial, Infográfico e design de informação, Learning by design, Spin Design, Animações para treinamento, Educação profissional, Apresentações Institucionais e de treinamento, material para desenvolvimento empresarial, material para treinamento empresarial, educação empresarial, material para treinamento, design, cursos e-learning, desenvolvimento de cursos, Treinamentos presenciais, Multiplicação de treinamento, Cursos online, Desenvolvimento de treinamento, Trilha de aprendizagem, Microlearning, Pilulas de treinamento, Treinamento para gerentes, Treinamento para vendedores, Treinamento de vendas, Treinamento para varejo, treinamento para loja, Desenvolvimento de gerentes, desenvolvimento de vendedores , Treinamento de integração, Treinamento para indústria, Desenvolvimento integração para novos colaboradores, capacitação, Treinamento e Desenvolvimento, melhoria de performance, desenvolvimento humano, consultoria treinamento empresarial
1126
single,single-post,postid-1126,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-9.1.3,wpb-js-composer js-comp-ver-4.7.4,vc_responsive
storytelling_OK

12 ago Storytelling & Treinamento

Muitas pessoas hoje em dia falam de Storytelling como se fosse uma coisa nova mas essa história de contar histórias começou desde que o homem e homem e ganhou ainda mais destaque com o fortalecimento da narrativa, abordagem que teve inicio nos anos  1970 e  espalhou-se por todas as áreas do conhecimento: literatura, antropologia, cinema, educação, psicologia, política, jornalismo, diplomacia, direito, medicina e finalmente, administração… entre outros

Mas como aplicar o Storytelling a ações de treinamento?

Estava em cliente recebendo um briefing e fui orientado a fazer os cases para atividades práticas do treinamento baseados em Storytelling. Traduzindo, o cliente estava me pedindo para criar cases que contassem histórias de clientes para que a atividade prática se aproximasse ao máximo da realidade. Quando saí da reunião com o Cliente me questionei se isso era de fato aplicar Storytelling em treinamento.

Há diversas linhas de discussão sobre o que é storytelling mas a que mais gosto e uso é o Storytelling em 4 passos:

CENÁRIO: É o ponto de partida, a apresentação do contexto e dos personagens e criação da expectativa pelo que está por vir.

CONFLITO: apresentação do dilema a ser solucionado. Aqui chega o momento de despertar o interesse real e criar o gatilho que vai manter você envolvido com a história.

RESOLUÇÃO: Uma vez criado e explorado o conflito, chega a hora de resolver a “encrenca”

CLÍMAX: Moral e fechamento da história

Aplicar storytelling em treinamento, para nós, é cruzar dois métodos: STORYTELLING + ARCS (ferramenta utilizada no método ADDIE ou ISD). Ficaria assim então:

CENÁRIO: Desperta a ATENÇÃO e evidencia a importância do treinamento.
Ex: Introdução ao novo produto da empresa que começará a ser comercializado

CONFLITO: É  a RELEVÂNCIA deste novo cenário no dia a dia do educando.
Ex: O que é esperado da equipe de vendas com este novo produto que será comercializado. O que a equipe terá que fazer para atingir seus objetivos.

RESOLUÇÃO DO CONFLITO: É o momento de gerar CONFIANÇA, de mostrarmos que o conflito não é impossível de ser resolvido.
Ex: Explicar como a equipe atingirá os resultados no máximo de detalhamento possível, o passo a passo da venda, etc.

CLÍMAX: É a hora da SATISFAÇÃO. Quando aplicamos todas as informações em exemplos práticos e fazemos com que o educando acredite que seja possível atingir os objetivos definidos no cenário e conflito.
Ex: simulação de vendas + fechamento com discussões de melhores práticas.

No final da “história”, aplicando este Storytelling à la Spin integralmente ao treinamento deste cliente (e não só à parte dos cases como inicialmente sugerido) chegamos a conclusão que o real CONFLITO a ser resolvido não era o que estava no primeiro briefing. Opa, hora de parar, voltar ao início e recomeçar, desta vez com OBJETIVOS mais assertivamente definidos graças à aplicação do Storytelling.

Até o próximo post.

1Comment
  • Raymundo Monte
    Posted at 05:12h, 18 março Responder

    Exelente Renato, parabéns!

Post A Comment